telequestCBN Facebook Youtube

Mercado de TI volta a crescer em 2017

Após um ano difícil para vários setores, o setor de tecnologia tem boas estimativas neste ano

*Por Renata Bassanetto
11/01/2017 - Para acompanhar os desejos dos consumidores, cada vez mais empresas buscam inovações e melhorias de atendimento e, muitas vezes, a tecnologia é primordial para essas mudanças. Um comércio que passou a investir em e-commerce, por exemplo, certamente deverá se preocupar com a facilidade de acesso e navegação, segurança e fluxo de dados on-line. Mas, muitas empresas abriram mão de investir em seus planejamentos nos últimos meses devido ao período de crise no País. Agora o ano de 2017 já começou e aumentou a expectativa de melhores cenários econômicos e financeiros no Brasil.

Após o Gartner observar 30% de retração nos investimentos das empresas com recursos de TI em 2015, uma pesquisa feita pela empresa de consultoria ADVANCE mostra que o mercado de Tecnologia da Informação apresentou crescimento de 9,7% no primeiro trimestre de 2016, comparado com o mesmo período de 2015. Já o segundo trimestre apresentou o pior resultado financeiro desde 1999, se recuperando aos poucos no último trimestre do ano. Outro dado importante coletado pela pesquisa é de que empresas de tecnologia que possuem serviços de cloud computing em seu portfólio foram as com maior taxa de crescimento no período.

A boa notícia para o mercado de tecnologia no Brasil é uma projeção do Gartner, que aponta um crescimento de 2,9% dos gastos nesse setor, acompanhando a tendência global. Essa taxa de aumento está um pouco acima da projeção feita para a América Latina, de 2,5%. A expectativa é de que a moeda do país se fortaleça e permita a compra de atualizações tecnológicas pelas empresas. Comparadas a 2016, as projeções apontam um aumento de 6,3% dos gastos com serviços de TI, atingindo R$ 55,4 bilhões. Despesas com software também serão maiores, atingindo R$ 14,6 bilhões, apresentando aumento de 7,8%. Sistemas de Data Center foram projetados com uma leve queda de 1,4% comparados a 2016, mas ainda assim atingindo R$ 6,8 bilhões.

Especificamente falando de cloud computing, a mesma consultoria projeta um investimento de US$ 4,5 bilhões somente no Brasil. A instabilidade econômica do país permitiu que muitas empresas migrassem para cloud, com o objetivo de reduzir seus custos sem perder a qualidade do serviço.

*Renata Bassanetto, executiva da DBACorp (www.dbacorp.com.br)

Deixar seu comentário

0
termos e condições.
  • Nenhum comentário encontrado

newsletter buton